domingo, 7 de março de 2010

Oficina: Inclusão Escolar: Você é autor/ator nessa história

Neste sábado, 06/03, a Escola Municipal Senador Duarte Filho se transformou num palco de discussões sobre inclusão escolar. As professoras Jaciara Gomes e Josselene Marques, ambas da Sala de Atendimento Educacional Especializado - AEE, realizaram uma oficina com o tema: Inclusão Escolar: "Você é autor/ator nessa história", com todos os membros da escola.
Na ocasião, as educadoras fizeram uso de muitos vídeos e dinâmicas com os participantes.
Alguns momentos foram muito marcantes:
  • A apresentação do vídeo que fala sobre Tony Melendez - um exemplo de superação - que emocionou a todos os presentes. Os professores comentaram sobre o vídeo e refletiram sobre a importância de se superar os obstáculos na vida.


  • Dinâmica de sensibilização na qual foi apresentado o vídeo "Deficiência e superação: exemplo de vida", mas sem o som, pois o objetivo era que os participantes vivenciassem como se sente uma Pessoa com Surdez diante das atividades de sala de aula. Nos depoimentos, os professores expressaram como se sentiram incomodados por não ouvirem o vídeo e discutiram a realidade do surdo no dia-a-dia.


  • Aplicação do teste: "Teste seu poder inclusivo" de Tereza Mantoan (anexo). No teste, a autora elabora um conjunto de perguntas com o objetivo de examinar o poder de inclusão do educador diante de muitas questões recheadas de dilemas no cotidiano escolar, em que está subentendida, por vezes, uma visão preconceituosa de educação e de educando, o que deveria ser inclusiva.
  • A contextualização do tema foi realizada usando como embasamento o vídeo: "Visão Histórica da Deficiência" - MEC/Escola Viva. O vídeo mostra todo o histórico de como era vista a pessoa com deficiência, fazendo um recorte até os dias atuais.


  • Outra vivência muito comentada foi a dinâmica: "A Bengala", na qual foram formadas duplas divididas em guia e DV. Em seguida, foram distribuídas vendas e bengalas. A tarefa era guiar um DV pelos corredores da escola e depois relatarem a experiência. Todos relataram a dificuldade, o incômodo e o medo por não enxergarem. Foi uma vivência muito rica, que fez os participantes refletirem sobre a dificuldade que um DV tem em enfrentar os desafios diários.

  • Aproveitou-se o momento e foi explanado o texto: "O que é a Sala de AEE". Foi feita uma breve leitura e discussão sobre os objetivos, público alvo e atendimento do AEE. Em seguida, foram apresentadas algumas dicas de como se relacionar com pessoas com necessidades especiais. Os professores participaram bastante, esclarecendo dúvidas ou enriquecendo os comentários.
  • Na avaliação da oficina os participantes relataram que gostaram do momento de reflexão e que, durante o ano, o ideal é que existissem vários momentos como esse.

2 comentários:

Josselene Marques disse...

Jaciara:

Ficou excelente! Acho que nossas afinidades vão além da sala de AEE. Com certeza, não teria feito um post melhor.
Parabéns!
Você é nota mil, garota!

Ciara Gomes disse...

Obrigada pelo excelente, vindo de você é um privilégio receber o elogio, concordo quando diz que nossas afinidades vão além.
Melhor sempre fazemos...

Obrigada