quinta-feira, 11 de março de 2010

Reflexão

Imagem: WEB

Texto de uma menina,
Edilângela, de um dos bairros mais violentos de Curitiba. Diz assim:

“Sonhei com a humanidade,
Sonhei que existia igualdade.

Olhei para cima, no céu, vi a lua.
Olhei para baixo, vi as crianças na rua.
No meu sonho existia o amor,

No meu sonho não sentíamos dor.
Hoje, estou me sentindo inspirada,

Amanhã, quero estar realizada.

Amanhã, não quero ver você morrer na enchente,
Amanhã, não quero ver o velhinho doente.
Realizar-me é me sentir feliz,
Me sentir feliz é motivo para te fazer feliz.
Espero que você guarde isto no coração,
Espero que Deus ouça a minha oração!
Sinto um aperto no peito de saber
Que pessoas inocentes, neste mundo, têm que sofrer.
Onde está o dinheiro de impostos que pagamos?
Onde estão as pessoas em quem votamos?

Não entendo porque tanta violência,
Não sei para que tanta decadência.

Hoje, enquanto escrevo, sinto a lágrima rolar,
Mas meu próximo já não tem força pra chorar.
Agora, seu prefeito, por favor,
Tente entender nossos direitos,
Pois revolta-me ter que sofrer calada,
Pois revolta-me ter que ficar, aqui, parada!”


Postado por Josselene Marques

Nenhum comentário: